Orquestras da Rocinha e da Arte e Vida em Rolândia

Premiada internacionalmente, orquestra carioca realiza apresentação em Rolândia neste domingo (15) em conjunto com a orquestra da ONG Arte e Vida

Publicado: 11/07/18 • 12h04
Atualizado em: 15/11/18 • 01h43

    Rolândia receberá neste domingo (15) uma atração musical diretamente das terras cariocas. A internacionalmente premiada Orquestra da Rocinha (RJ) fará uma apresentação conjunta com a orquestra paranaense da ONG Arte e Vida, de Arapongas, que tem como professor, pedagogo e maestro o rolandense Claudemir Trevisan, que também está à frente da Big Band Pé Vermelho. A apresentação, que se chama “Duas orquestras, um encontro”, será às 18h na Igreja São Paulo Apóstolo (Rua Arthur Thomas, 203). O maestro carioca Rodrigo Belchior vem acompanhado de 42 pessoas e somando com os paranaenses, a apresentação terá 65 músicos. “O repertório varia de música internacional, música popular brasileira, é bem eclético”, adiantou Claudemir.

    A ONG Arte e Vida conta com várias crianças e adolescentes rolandenses e foi convidada, no fim de 2017, para participar de uma campanha no Rio de Janeiro. “Lá nós tocamos na Campanha Natal sem Fome, tocamos no Aqua Rio e fizemos uma apresentação e fomos convidados para conhecer a Orquestra da Rocinha e o projeto deles”, contou o maestro Trevisan. Os paranaenses fizeram uma apresentação conjunta com os cariocas e então surgiu o convite para tocarem juntos novamente, dessa vez no Paraná. “Esperamos que o pessoal prestigie essa oportunidade de ver um grupo de fora que vem tocar e trazer uma cultura diferente”, afirmou o maestro rolandense.

    Além de passar por Rolândia, a Orquestra fará um circuito de apresentações, que começa neste sábado (14) no Teatro Mauá, em Arapongas, às 20h, no domingo (15) passa por terras rolandenses e participa da abertura do Festival de Música em Londrina na segunda-feira (16). A ONG Arte e Vida ofereceu e alimentação para os cariocas em retribuição à acolhida que tiveram na visita à capital do Rio de Janeiro.

   
Orquestra da Rocinha
    A Escola de Música da Rocinha foi fundada em 1994 e desde então vem ampliando gradativamente suas atividades e número de alunos atendidos. Está sediada no Centro Municipal de Cidadania Rinaldo De Lamare, centro de inclusão social e capacitação profissional mantido e administrado pela Prefeitura do Rio de Janeiro. Ocupa 4 salas com toda a infraestrutura necessária, sendo a única escola de música da comunidade da Rocinha.

    O objetivo geral de suas atividades é contribuir para o aumento do grau de escolaridade da população local, através da melhoria no rendimento de aprendizagem escolar e da diminuição do índice de evasão na escola regular. Para atingir este objetivo oferece atividades relacionadas à Educação Musical, com as quais busca sensibilizar os alunos através dos estímulos da linguagem musical.

    Ao longo de sua trajetória já atingiu resultados significativos em cada uma de suas linhas de ação. Já funcionou nas dependências de duas igrejas e na quadra da Escola de Samba Acadêmicos da Rocinha, tendo se transferido em 2004 para o Centro Municipal de Cidadania Rinaldo De Lamare, o que significou um grande passo para a ampliação e aprimoramento de suas ações, podendo atender também a jovens do Vidigal, Parque da Cidade e Vila Canoas. A qualidade do espaço e a infra-estrutura disponível ainda permitem a ampliação das atividades oferecidas.

    A Escola de Música da Rocinha tem a chancela da UNESCO, é registrada no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e recebeu em 2007 menção honrosa do Prêmio Cultura Nota 10, concedido pelo Instituto Cultural Cidade Viva e pela Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro. É um dos projetos fundadores da Rede Social da Música, associação para a troca de informações e boas práticas entre instituições que utilizam a música como ferramenta de inclusão e transformação social.

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.