Grupos Musicais Infanto-juvenis se encontram em Rolândia nesta quarta

Evento, em sua segunda edição, contará com quatro apresentações de coros gratuitas para o público rolandense

Publicado: 07/11/18 • 08h17
Atualizado em: 07/11/18 • 09h40

    O Centro Cultural Nanuk será palco do segundo Encontro de Grupos Musicais Infanto-Juvenil, que acontecerá nesta quarta-feira (07) a partir das 19h30. O evento, que é gratuito e aberto a todo o público, faz parte das ações previstas pelo Fundo Municipal de Cultura (FMC), com organização da ACCEL (Associação Cultural e Recreativa Coro Celebrare).


    O coro infanto-juvenil do Celebrare, com 18 integrantes, abrirá o espetáculo com a apresentação “É coisa de criança”, com um repertório de músicas que remetem ao universo infantil. As crianças foram ensaiadas pelo maestro Érico Elgmann e pela musicista Monique Kodama. “Eles tiveram aulas de canto com o professor e maestro, mas neste ano também contratamos uma musicista para a parte gestual”, contou Silvia Puschel, da organização.

    Outros três grupos foram convidados. O Illuminare, do distrito de São Martinho, levará cerca de 15 crianças. O coro da Soame deverá levar mais 30 crianças. Ambos os coros têm como maestro Roger Andrey. O grupo londrinense Filhos da Pauta, que se apresentou no 10° Encontro de Coros, também promovido pela ACCEL, agora participa com o grupo infanto-juvenil, composto por 15 crianças. A maestrina do grupo é Mirian Hosokawa.

    A ACCEL oferta através do FMC aulas de canto e coral para todas as idades. Silvia explicou que, apesar de contar com muitos membros luteranos, a associação não é exclusiva da comunidade religiosa e qualquer interessado pode ingressar no grupo ainda este ano para participar da última apresentação. “Acabando esse espetáculo, começamos a ensaiar o repertório de Natal”, adiantou. Os ensaios são realizados na Comunidade Luterana e para participar, basta entrar em contato pelo telefone do local: (43) 3256-1736.


Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.