Feltrin: aprendendo com o YouTube

Premiado pelo Professor Nota 10 Ensino Fundamental, projeto permitiu que os alunos assistissem às aulas para rever os conteúdos

Publicado: 03/12/18 • 16h34
Atualizado em: 16/12/18 • 20h44

    Usando a tecnologia como aliada na aprendizagem, a professora Vanessa Regina Ciola Ribeiro (33) implantou com uma turma de 4º ano da escola municipal Sebastião Feltrin, o “Conectados com o saber”. Este projeto disponibilizou aulas de matemática em forma de vídeos para o YouTube, permitindo que os estudantes assistissem novamente em casa para fixar o conteúdo e foi o primeiro colocado do prêmio rolandense Professor Nota 10 para Ensino Fundamental.

    Vanessa, que já leciona há 14 anos, contou que o projeto começou antes do concurso com a sua turma, tendo origem no conteúdo de Língua Portuguesa, que trabalha gêneros textuais. O primeiro abordado foi o gênero pessoal e o diário. Os alunos discutiram porque poucos mantêm diários e essa transformação, como acrescentou a professora, se deve ao desenvolvimento da internet. “Hoje as pessoas escrevem sobre a vida e seu dia-a-dia em ferramentas como Facebook e Instagram, por isso o diário deixou de ser usado”, relatou.

    Em seguida, Vanessa apresentou o gênero usado por blogs diários, que por estar na internet, permite o uso de recursos como imagens e vídeos e o surgimento de “vlogs” - blogs em forma de vídeo que são muito populares entre crianças e adolescentes. Como uma das alunas tem um canal, isso acabou estimulando as próprias crianças a sugerirem a criação de um canal para a turma. “O objetivo principal foi que eles pudessem rever as aulas que eles têm dificuldade em casa, em um momento silencioso com a família, para reforçar e retomar os conteúdos trabalhados em sala”, explicou a professora.

    Os pais foram comunicados sobre o canal, para que os filhos fossem autorizados a assistir. O projeto foi viável, porque Vanessa levantou que 90% dos alunos tinham acesso à internet via celular. Além disso, a outra turma de 4º ano da escola e outros estudantes também acessaram os conteúdos.

    O canal está no YouTube com o nome “Prof. Vanessa Ciola” e está dando ótimo retorno no aprendizado dos alunos e também para os pais, que colaboram na resolução de tarefas. “Percebi que como é uma turma numerosa, de 33 alunos, eles acabavam não conseguindo ter a concentração necessária na sala de aula para entender, então eles chegavam em casa e reassistiam com os pais, que também reclamavam por não saber fazer as operações como eles aprendem hoje em dia”, destacou a professora. “Os alunos aprenderam a estudar em casa usando a tecnologia”, comemorou Vanessa. 

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.