Delermo Poppi: literalmente, um projeto “Divisor de Águas”

Projeto premiado pelo Professor Nota 10 na Educação Infantil saiu do convencional na sala de aula do EI 3 no CMEI Delermo Poppi

Publicado: 04/12/18 • 09h42
Atualizado em: 16/12/18 • 20h44

    Com inspiração divina, a professora Maria Cecilia Batista (59) desenvolveu o projeto “Divisor de águas: fugindo do convencional” com 15 alunos de 3 anos no CMEI Delermo Poppi. O projeto foi o considerado o melhor da Educação Infantil pelo prêmio rolandense Professor Nota 10, concedido pelo município em reconhecimento às boas ações no ensino.

    O projeto começou no início do ano letivo e como descreveu a professora, surgiu assim como o nome, sendo um divisor de águas no modo convencional. “Diversificamos as aulas, tornando-as mais criativas, atrativas e envolventes, para que as crianças sentissem prazer de estar na escola”, relatou.

    Maria Cecilia implantou o “chão de sala”, tirando as crianças das cadeiras e mesas e deixando que as crianças sentassem no chão. “Isso foi importante para que as crianças sentissem mais proximidade de um com outro e que o trabalho fosse feito totalmente em equipe”, explicou a professora. Todos os dias do ano foram assim para a turminha de EI 3 que tem aulas com ela. “Acabei até estendendo para a turma de EI 4 de tão boa que foi a aprendizagem”, revelou.

    A professora também fez questão de aproveitar o ambiente externo, colocando as crianças em contato com a natureza, hortas e espaços de plantio. “Fizemos plantio e colheita, foi tudo um processo que eles foram acompanhando”, contou. “Acreditamos que na exploração dos espaços abertos trazem oportunidades educativas mais efetivas e perduráveis”, justificou Maria Cecilia.

    As crianças que participaram do projeto, que estão na faixa dos 3 anos, tiveram um grande desenvolvimento educacional ao longo do ano com o projeto. “Essa filosofia não vai terminar, porque ano que vem vou pegar alunos da mesma idade”, afirmou. Antes de se formar pedagoga, Maria Cecília cursou Gestão Ambiental e acredita que isso está sendo um diferencial nos três anos como professora, ensinando também o respeito pela natureza e animais. Através do projeto, aprenderam regras, autonomia e respeito. “Essa experiência que tive jamais vou esquecer”, confessou a professora. 

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.