Contas de servidores públicos passam para o Santander

Banco ganhou a licitação e pagou R$ 2,7 mi para ter o serviço; cadastro de conta dos servidores vai a sexta (15) no Nanuk; prefeitura também atualiza seu cadastro

Publicado: 05/02/19 • 15h12
Atualizado em: 25/08/19 • 00h26

    O gerenciamento da folha de pagamento da Prefeitura de Rolândia está sob a responsabilidade do banco Santander, que venceu a licitação que concede o direito de executar esse serviço. “É a contratação de serviços exclusivos para que se processe o pagamento dos funcionários públicos, cargos e PSS, toda a folha de pagamento da Prefeitura”, explicou Celso Chequin, secretário de Administração.

    As ofertas foram feitas por pregão presencial e nenhum dos bancos públicos concorreu – no final, Itaú e Santander disputaram lance a lance o direito de ter o serviço. De acordo com informações levantadas pelo JR, o Santander já pagou, no ano passado, os R$ 2,710 milhões para deter esse direito, valor que foi para a fonte mil da Prefeitura. Anteriormente, esse serviço estava com a Caixa Econômica Federal, que venceu a última licitação há cinco anos. O contrato havia vencido em novembro de 2018.

    Revisão e cadastro
    Após um breve período de adaptação, o Santander começou a realizar nesta terça (05) o cadastro dos servidores públicos no Centro Cultural Nanuk. Até o dia 15 de fevereiro, sexta-feira da semana que vem, todos os funcionários devem comparecer ao local para se cadastrar. Para se ter uma ideia, apenas em meio período da terça foram cadastrados cerca de 150 servidores na agência. O pré-cadastro já estava sendo realizado pelo banco, então ao chegar para se cadastrar, o funcionário já recebe sua pré-conta e um cartão emitidos pelo Santander em São Paulo. “A partir do momento que abre a conta, ela já pode ser utilizada”, ressaltou o secretário. No cadastro, os dados são checados com cada funcionário, o cartão é habilitado com a senha e já pode ser utilizado.

    Prefeitura

    Paralelamente, a Prefeitura promoverá sua própria revisão dos dados dos funcionários, aproveitando que todos terão que comparecer para o cadastro junto ao Santander. “É um processo de revisão de dados, checar se há erros, documentos, dependentes, e-mails e telefones”, explicou Chequin. Dessa forma, as funções e informações de cada servidor serão atualizadas. Durante esses dias, o Nanuk acaba impossibilitado de receber apresentações culturais. Segundo o secretário, foi feito um acordo com a pasta de Cultura e Turismo, dirigida pela secretária Flavia Galbero Costa. “O índice de utilização nesse período é muito baixo”, afirmou.

    Sobre o espaço público ser usado para um serviço particular do banco, Chequin justifica que isso foi feito com intermédio da Prefeitura para agilizar e concentrar todo o processo para os servidores no mesmo local. “Nós temos esse compromisso de facilitar a abertura das contas, uma vez que já até fomos pagos pelo Santander”, explicou.

A equipe grande para prestar esse serviço também exige um local amplo. Cerca de 15 funcionários da Prefeitura atenderão os cerca de 1800 servidores e cargos públicos. “O cadastramento é rápido, em média serão 180 atendimentos por dia nesses dez dias. A parte do banco já está pré-cadastrada e as fichas pré-emitidas. E o nosso cadastro será feito diretamente no sistema”, detalhou o secretário.

Os funcionários serão atendidos por ordem de chegada, com a retirada de senhas que o direcionará ao atendimento do Santander e também do recadastramento da Prefeitura. A escala de atendimento definida por cada secretaria, especialmente Educação e Saúde, que concentram o maior número de servidores. 

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.