Vereadores denunciam possíveis irregularidades na CEF

Segundo as denúncias, algumas empreiteiras estariam sendo favorecidas na aprovação de crédito

Publicado: 13/05/19 • 14h37
Atualizado em: 23/05/19 • 06h55

    Uma possível irregularidade foi denunciada por vereadores durante a sessão da Câmara Municipal no último dia 2 de maio. Segundo relato de um funcionário da CEF, servidores da Caixa Econômica estariam direcionando operações de crédito do programa Minha Casa Minha Vida para duas empresas grandes da área de construção civil e os empreendedores rolandenses do ramo também relataram dificuldade na aprovação de crédito para seus projetos. 

    Reginaldo Silva (SD) foi o primeiro a usar a palavra, relatando a denúncia que recebeu. “Segundo ele, os empreendimentos de construção não estão sendo aprovados, somente os apartamentos”, afirmou. O vereador, na sua fala, assegurou que apresentaria um requerimento para verificar com a Caixa essa situação e a vereadora Edileine Griggio (PSC) manifestou a intenção de também assinar o pedido. Reginaldo também apontou uma séria consequência do esquema. “Muitas pessoas não estão tendo emprego na construção civil, como os pedreiros, porque as obras não são aprovadas na Caixa”, declarou. 

    A mesma denúncia chegou a Alex Santana (PSD), que também se pronunciou sobre o tema.  “Segundo o que foi relatado, há envolvimento de agentes políticos do município neste suposto esquema”, acrescentou. O vereador defendeu que o atendimento e os créditos devem ser distribuídos de forma igualitária, sem que haja privilégios para determinadas empreiteiras. 
 
    “Iremos tomar as medidas necessárias para apurar essas supostas irregularidades. Se isso não for sanado, levaremos a denúncia ao Ministério Público Federal”, concluiu. 

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.