Setor de Fisioterapia faz mais de 2 mil procedimentos/mês

O setor está no Centro de Especialidades do Município onde atuam 9 fisioterapeutas

Publicado: 18/07/19 • 18h13
Atualizado em: 25/08/19 • 00h07

    O Setor de fisioterapia da Secretaria Municipal de Saúde de Rolândia realiza entre 2 mil e 2,2 mil procedimentos por mês no município – uma média de 100 atendimentos por dia em pediatria, ao adulto, ao idoso e à mulher gestante, bem como visita e orientação domiciliar ao paciente confinado ao leito domiciliar. O setor está no Centro de Especialidades do Município (rua Alzira Tiburski 102), onde atuam 9 fisioterapeutas – no momento, uma se encontra em licença maternidade. 

    Agendamento
    Os profissionais realizam atendimentos nas diversas patologias, em áreas de ortopedia-traumatologia, pneumologia, neurologia e de doenças vasculares. O agendamento para acesso ao serviço é realizado pela própria coordenadora do Setor – no ato do agendamento, são feitas diversas orientações para melhora da condição geral do paciente até que se inicie o tratamento. Enquanto aguardam por atendimento, os pacientes já estão classificados de acordo com a prioridade observada na entrevista inicial, como forma de regular o acesso ao serviço.

    Reformas - No último ano, o setor passou por reforma e recebeu investimentos importantes equipamentos, no valor de R$ 80.000,00, através de emendas do deputado estadual Cobra Repórter e do ex-deputado federal Alex Canziani. A emenda de Canziani foi de 199.970,00 para equipamentos diversos – R$ 39 mil foram destinados para área de fisioterapia. Os equipamentos adquiridos são considerados de “ponta” pelos profissionais contratados, possibilitando a atuação em áreas como eletroterapia e cinesioterapia.

    Equipamentos - Entre os itens adquiridos estão aparelhos de corrente russa, ultrassons fisioterapêuticos, andadores, barras paralelas, bicicletas ergométricas, aparelhos estimuladores elétricos (TENS e FES), suporte para halteres, tablados, aparelho de laser e caneta infravermelho, faixas elásticas, cama elástica tipo trampolim, discos de equilíbrio, travesseiros, Rolos de posicionamento, oxímetros, Bolas tipo suíça e feijão e tornozeleiras. 

    “Esses equipamentos auxiliam o serviço, acelerando o processo de cura das patologias, proporcionando uma diminuição no tempo de tratamento e, por consequência, reduz a fila de espera”, relataram os profissionais. Essa fila hoje em Rolândia é de cerca de 235 pacientes.

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.