Melhorias na Pedreira terminam até dezembro

Para conforto dos trabalhadores, local irá dispor de refeitório e banheiros, construídos com recurso do Fundo do Meio Ambiente

Publicado: 21/08/19 • 14h01
Atualizado em: 16/09/19 • 05h56

    O Conselho de Defesa do Meio Ambiente de Rolândia (Comdema) liberou cerca de R$ 36 mil do Fundo do Meio Ambiente para a construção de um espaço com refeitório e banheiros para atender os trabalhadores da Pedreira da Urbasa. 

    Em maio deste ano, o Comdema havia liberado cerca de R$ 30 mil, mas após adequações no orçamento, o valor foi acrescentado em cerca de R$ 6 mil. Mesmo com o acréscimo, o conselho aprovou a liberação. “Quando foi feita a licitação, quem achávamos que poderia fazer o serviço era uma pessoa que tem licitação para reformas. No caso, a pedreira é uma construção e não pudemos usar essa pessoa que já é licitada”, explicou a secretária do Comdema, Dora Consani. O orçamento foi calculado de acordo com tabela da Caixa Econômica Federal.

    O secretário do Meio Ambiente, Anderson Buss Cardoso, acredita que entre 45 a 60 dias, os trâmites já sejam finalizados. O recurso já passou pelo Jurídico, Compras e Licitação e está indo para o Controle Interno. “Com toda certeza, em dezembro, estarei lá com eles comendo panetone no novo refeitório da pedreira”, assegurou. 

    Ambos comemoram a melhoria para o local e os trabalhadores. “Pelo estado que está a pedreira, no fim de sua vida, agora será manter um lugar de trabalho com humanidade para o pessoal que trabalha lá”, afirmou Dora. “Está tudo sendo encaminhado, é um grande avanço”, ressaltou. 

    O espaço de 4m de largura por 6,74m de comprimento não terá eletricidade e água encanada, apenas um caminhão-pipa abastecerá a caixa d’água para as necessidades básicas como lavar as mãos e dar descarga. “Já temos o projeto da área, que tem uma pequena guarita, banheiro masculino e feminino e um refeitório”, detalhou Anderson. A água que os trabalhadores bebem é levada por eles todos os dias e continuará dessa forma. 

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.