Andrezinho e Maria do Carmo discutem por divulgação de áudio

Andrezinho colocou áudio de ex-secretária de Saúde, que não funcionou com Ardigo; Maria do Carmo lembrou do sigilo

Publicado: 08/10/19 • 13h49
Atualizado em: 08/10/19 • 14h04

    Os vereadores Andrezinho da Farmácia (PSC) e Maria do Carmo (PSDB) discutiram durante a sessão da Câmara de Rolândia da segunda-feira (07). O motivo da discussão foi a divulgação de um áudio da ex-secretária de Saúde, Rosana Alves, em que alguns vereadores são chamados de patetas. Esse áudio, e um outro, já havia sido divulgado durante a sessão pelo vereador Reginaldo Silva, duas semanas atrás.



    O áudio em questão seria mostrado pelo vereador João Ardigo (PSB), durante o horário das lideranças partidárias, mas não funcionou. O áudio foi arrumado e, no momento do partido PSC, o vereador Andrezinho pediu que se colocasse o áudio. A vereadora Maria do Carmo foi contra e lembrou do documento assinado pelos vereadores sobre o sigilo dessas informações.

    Andrezinho falou que estava no momento de ele falar e que não permitia a fala da parlamentar. Maria do Carmo lembrou do compromisso do sigilo e pediu para que se consultasse o jurídico da Casa sobre esse procedimento. O presidente da Câmara, Alex Santan (PSD), disse que o horário era de Andrezinho e que o vereador era responsável pelo ato de divulgação do áudio. “É de responsabilidade do vereador”, afirmou Alex. “E do presidente também”, respondeu Maria do Carmo.

    Na sequência, o áudio foi reproduzido e Maria do Carmo conversou com Valter Akira, procurador jurídico da Câmara, ali mesmo, durante o restante da fala de Andrezinho. O Jornal de Rolândia falou com o procurador sobre o caso. “Se a vereadora quiser, pode representar contra o vereador por causa da divulgação desse áudio”, sentenciou Valter Akira. A reportagem do JR não conseguiu falar com os vereadores envolvidos.

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.