Vigilância pede denúncias de possíveis criadouros

Órgão pede que os rolandenses denunciem as datas, ou mesmo casas, que possam oferecer condições para a procriação do mosquito.

Publicado: 11/02/20 • 11h54
Atualizado em: 25/09/20 • 09h12

    A Vigilância Sanitária de Rolândia tem recebido cerca de 50 denúncias diárias sobre locais que podem abrigar criadouros do mosquito Aedes aegypti. Ainda assim, o órgão pede que os rolandenses denunciem as datas, ou mesmo casas, que possam oferecer condições para a procriação do mosquito.

    Na semana passada, uma pessoa entrou em contato com o Jornal de Rolândia e afirmou que já denunciou uma casa abandonada no Gustavo Giordani e nada foi feito. “Temos que saber quando e para onde ela ligou, pois cada caso é um caso”, explicou Rafael Dias, diretor da Vigilância.

    Para capina, as pessoas devem ligar no Meio Ambiente (3156-0333), mas para possíveis criadouros as denúncias devem ser na Vigilância pelos fones 3906-1126, 3906-1122, 3906-1141. Sempre das 07 da manhã até as 18 horas”, ressaltou Rafael Dias.

    Ainda sobre a casa (na foto), a pessoa não soube precisar quando e nem para onde ligou quando fez a reclamação, mas disseram que ligarão de novo.

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.