Vandalismo: mudas são destruídas após serem plantadas

Das 50 quaresmeiras plantadas na avenida na região dos Três Conjuntos, 15 foram destruídas logo após o plantio que faz parte do “Arboriza Rolândia”

Publicado: 19/02/20 • 10h56
Atualizado em: 13/07/20 • 20h23

    Um total de 15 quaresmeiras foram destruídas após serem plantadas na avenida Júlio Braz Damasceno, no jardim Perazolo, região dos Três Conjuntos, em Rolândia. O plantio das 50 mudas faz parte do projeto “Arboriza Rolândia” que, desde o seu lançamento em novembro do ano passado, já plantou cerca 500 árvores em calçadas e parques por toda a cidade. A ação é realizada por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura do município.

    Segundo informado pelo secretário de Meio Ambiente Anderson Buss, o plantio foi iniciado na quinta-feira e finalizado já na sexta-feira da semana passada. “Nesta segunda-feira constatamos que 15 mudas foram quebradas ao meio, nas pontas e algumas foram até arrancadas. Não sabemos ao certo o dia exato que ocorreu a destruição”, explicou Buss.

    O projeto “Arboriza Rolândia”, que se estende em locais com total ausência de arborização, tinha esta especifica avenida como um exemplo da lei que prevê a existência de uma árvore em frente de cada uma das residências do município. “Nossa intenção seria plantar cerca 400 árvores em toda a extensão desta avenida, contemplando seus dois lados. Além das quaresmeiras, o projeto também previa a plantio de resedás e também de o ipê branco”, afirmou.

    Prejuízos
    Anderson lamentou o ato de vandalismo ocorrido no local e informou que cada muda plantada no local custa em torno de R$ 25,00, o que gera um prejuízo de quase R$ 400,00. “A questão da arborização urbana, na atual situação de problemas ambientais em que vivemos hoje, é considerada como algo relacionado à saúde pública. Não é uma questão apenas de paisagismo, mas sim de saúde coletiva”, reforçou o secretário.

    Arborização é saúde

    Anderson afirma que plantar árvores apresenta muitos benefícios para o seu entorno. Nas regiões onde faz bastante calor, elas também servem para baixar as temperaturas locais. “Um local onde existe arborização adequada você pode ter uma média de 22° graus e em ambientes que não possuem a média de temperatura pode ser de 25° a 28°. E também existe um aumento na umidade do ar noturno”, afirmou.

     O secretário também citou a participação da secretaria de meio ambiente no 1º Simpósio Interinstitucional sobre Verde Urbano ocorrido em Ponta Grossa no ano passado, no qual foi muito debatido a importância deste plano de arborização nas cidades. “Árvore não é um símbolo verde, ela é um ser vivo que realmente traz benefícios para a sociedade e toda a comunidade”, alegou Buss.

    A prefeitura vai continuar a ação em toda a cidade, lembrando que a meta é atingir o plantio de duas mil árvores. “Se existe uma ação de vândalos naquele bairro, creio que sejam poucas pessoas em meio aos quase cinco mil moradores que vivem na região. Então, não podemos deixar de fazer o nosso trabalho, mas é triste se deparar com este tipo de crime”, lamentou o secretário.

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.