Novo feminicídio na região, agora em Porecatu

Homem matou a ex-mulher a tiros e tentou se matar, sem sucesso, atirando em sua cabeça

Publicado: 28/02/20 • 17h58
Atualizado em: 28/02/20 • 19h23

   Um novo feminicídio foi registrado na região na manhã desta sexta-feira (28). O crime, seguido de uma tentativa de suicídio, aconteceu na Vila Iguaçu, em Porecatu. Renata Lira Silva, 29 anos (faria 30 no dia 9 de abril) teria sido morta a tiros pelo seu ex-marido, Edson Silva, na casa em que residia com sua mãe.

   Renata chegou a ser socorrida no Hospital Municipal de Porecatu, mas infelizmente foi a óbito logo em seguida. O provável autor dos disparos, Edson, atirou contra a sua própria cabeça, tentando suicidar-se, mas estava vivo quando foi levado para o mesmo hospital que sua ex-mulher. Na sequência, o Samu aéreo o transferiu para um hospital em Londrina.

   O Boletim de Ocorrência da PM relata que os policiais foram chamados por causa de uma briga de casal. Ainda durante o deslocamento até o endereço, os PMS foram informados de que tiros haviam sido disparados. No local, a equipe se deparou com a porta da casa arrombada e, em um dos quartos, estavam uma mulher e um homem caídos no chão, que estava ensanguentado.

   Os policiais também perceberam um revólver próximo ao homem. Como não era possível abrir a porta do quarto, os policiais arrombaram a janela para entrar no local. Na sequência, os PMs acionaram o socorro – a ambulância levou a mulher até o hospital da cidade e retornou para levar o homem.

   A polícia civil foi até o local e foram informados da situação. A arma utilizada no crime foi apreendida – um revólver Rossi comado calibre 38. A arma estava carregada e cinco projéteis haviam sido deflagrados. A polícia civil investiga as causas e as possíveis motivações do feminicídio.

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.