Gripe: imunização já chegou a 3,8 mil pessoas

A maioria é de idosos, maior público-alvo dessa primeira fase da vacinação contra o Influenza

Publicado: 31/03/20 • 08h55
Atualizado em: 31/03/20 • 09h03

    O município de Rolândia já imunizou 3.808 pessoas contra a gripe até a sexta-feira (27). Quase a totalidade desse público é de idosos acima de 60 anos – os profissionais de saúde mal chegam a 100 pessoas. A ação responsável pelo aumento do número de vacinados foi, sem dúvida, o Drive-thru de vacinação realizado na quinta e sexta-feira passados na praça da Igreja Matriz São José. Para se ter uma ideia, a vacina acabou e a ação terminou mais cedo na sexta: nos dois dias foram vacinadas mais de 3.130 pessoas – 3.080 delas foram idosos.

    A Secretaria Municipal de Saúde iniciou a vacinação contra a gripe em idosos e profissionais de Saúde na terça-feira (24). Para evitar aglomerações, a equipe de vacina está nas ruas para vacinar em domicílio. A primeira região a receber a vacina foi a dos bairros atendidos pela UBS do Tomie Nagatani, onde foram imunizados 291 idosos e idosas. Na sequência, a vacinação foi para as ruas atendidas pela UBS do Jardim Nobre e foram vacinadas mais 410 pessoas (393 idosos).

    Nesta terça, a vacinação volante vai até a praça em frente à Igreja Católica do Novo Horizonte, onde fica das 09 às 16h30. Outra equipe também segue para o distrito de São Martinho, onde acontece a vacinação na terça e na quarta-feira no salão da Igreja Católica. O horário é das 08h às 11h30 e das 13h às 15h30. 

    A Campanha
    A Campanha de Vacinação contra a Influenza 2020 segue até o dia 22 de maio, com o dia D de mobilização nacional marcado para 9 do mesmo mês. Essas informações são válidas até que alguma outra decisão seja tomada, por conta da pandemia do novo coronavírus, responsável pela covid-19.

    Público Alvo
    Neste ano, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza será em três fases, com grupos prioritários distintos. O primeiro grupo a receber vacina são os idosos, a partir de 60 anos, e os profissionais da área da saúde.

    A segunda fase inicia a partir do dia 16 de abril e abrangerá professores das escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

    Já a terceira e última fase terá início no dia 9 de maio, abrangendo crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes; mulheres que tiveram parto recente (puérperas), povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas, presos, funcionários do sistema prisional

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.