Colégios Estaduais doam merenda escolar

Sem aulas por causa do coronavírus, os alunos que possuem maior necessidade estão recebendo a merenda por meio de kits

Publicado: 31/03/20 • 11h43
Atualizado em: 01/04/20 • 07h57

    Os cinco colégios estaduais de Rolândia estão doando a sua merenda para alunos em meio à ausência de aulas devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Os alimentos estão sendo doados para estudantes inscritos no programa Bolsa Família e em situação de vulnerabilidade social que necessitam da doação, conforme determina o Decreto Estadual 4.316/2020.

    “Estamos dando preferência para alunos mais novos e mais carentes que realmente precisam da doação da merenda escolar. O que tínhamos em estoque já foi entregue para essas famílias e agora faremos uma nova doação com a outra parte da merenda”, explicou José Ricardo, diretor do Souza Naves.

    De acordo com o diretor, a primeira doação já foi realizada na sexta (27) e há uma outra entrega prevista para esta quarta, dia 01 de abril. “Na primeira ação nós entregamos cerca de 31 cestas com apenas itens não perecíveis como arroz, feijão... Nesta próxima doação vamos incluir os perecíveis que precisam de refrigeração”, afirmou Ricardo.

    O mesmo ocorre no Colégio Estadual Prof. José Alexandre Chiarelli, localizado no conjunto San Fernando. Conforme explicado pela diretora Denise Cristina de Barros, duas doações já foram realizadas e cerca de 80 alunos foram contemplados com a merenda. O critério de envio destes alimentos é o mesmo utilizado pelo Souza Naves.

    “Em nossa primeira doação nós também incluímos alguns alimentos frescos como cebolinha e tomate, que complementaram os 80 kits de merenda que possui cerca de 15 itens não perecíveis. É perceptível a necessidade destes alimentos para todas as famílias e tenho certeza que será uma ajuda muito bem-vinda neste momento tão delicado”, afirmou Denise.

    O diretor Reinaldo Gonçalves responsável pelo Colégio Estadual Dr. Lauro Portugal Tavares, instalado no distrito de São Martinho, informou que a ação também está sendo realizada na instituição. A organização de itens é basicamente montada da mesma forma que ocorre nas demais intuições e eles já fizeram a primeira entrega na semana passada.

    “Nós entregamos o primeiro kit no dia 26 e atendemos um total de 28 famílias. Nosso colégio é menor e temos uma demanda menor. Além de estudantes de São Martinho, temos muitos alunos do Bartira, e estes também estão sendo beneficiados”, disse. Ainda conforme explicado pelo diretor, a lista de alunos passou por uma atualização e na próxima doação, na semana que vem, a entrega vai ser encaminhada para 32 famílias. 

    Organização das entregas
    Conforme explicado por ambos diretores, as equipes formadas por diretores, secretários, e agentes educacionais estão se organizando de um modo bem cuidadoso para que na entrega não exista aglomeração de pessoas, gerando assim um risco para quem está fornecendo os alimentos, e também para quem está recebendo.

    “Aqui no colégio estou entrando em contato com as famílias e pedindo para que apenas um membro venha buscar o kit-merenda. Além disso, o horário de entrega é agendado e faço uma escala de horários para que não se forme uma aglomeração de pessoas. Afirmo que está sendo tudo muito bem organizado”, ressaltou Denise.

    Ricardo também esclarece que a entrega é feita somente para os alunos que estudam na instituição e que estejam em situação de necessidade. “Cada aluno receberá do determinado colégio onde estuda. No primeiro momento aqui no Souza temos estes 31 alunos que já receberam na primeira entrega, mas surgindo mais algum aluno que precise, ele entrará em uma fila de espera, e faremos o máximo para ajudar”, assegurou.

    Seguindo também uma orientação da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, no momento da separação dos alimentos, os servidores mobilizados utilizam luvas, máscaras e álcool em gel para garantir a devida higienização no manuseio dos itens e segurança dos funcionários.

    Merenda continua sendo fornecida

    A medida de doação desta merenda ocorre porque as remessas dos itens da agricultura familiar, e aqueles não perecíveis da merenda seca, não pararam de ser fornecidas, por meio de uma determinação do Governo Estadual do Paraná.

    Segundo o governador Carlos Massa Ratinho Junior, a decisão tem como objetivo garantir que os alunos e suas famílias tenham acesso facilitado aos alimentos durante o período de suspensão das atividades escolares decorrente da pandemia da Covid-19. Em todo o estado do Paraná existem cerca de 230 mil alunos inscritos no programa Bolsa Família.

    Não conseguimos contato com os diretores do colégio estaduais Presidente Kennedy, Professor Francisco Villanueva e Padre José Herions, mas a mesma ação também está sendo realizadas em todos eles. Tão logo tivermos alguma informação nova, atualizaremos essa matéria.

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.