Empresários fazem doação ao São Rafael

Quase 70 mil já foram doados para a instituição; live do JR fez com que empresário doasse R$ 10 mil

Publicado: 31/03/20 • 14h24
Atualizado em: 31/03/20 • 14h48

    Nesse momento tão difícil pelo qual a Saúde está passando, alguns empresários têm se sensibilizado e auxiliado o Hospital São Rafael, de Rolândia. Doações em dinheiro foram feitas para que o hospital adquira insumos, equipamentos e, também, equipamentos de proteção individual (EPI), tão necessários nessa época do coronavírus (Sars-Cov-2).

    Live provocou doação
    Durante uma transmissão ao vivo feito pelo Jornal de Rolândia em sua página no Facebook, o empresário Jeferson Radar, proprietário da Transportadora Radar, ficou sabendo da doação de outros empresários e também resolver fazer a sua parte. “Logo depois da live, liguei para o diretor Paulo Boçois e ofereci os R$ 10 mil”, afirmou o empresário. “Espero que outros empresários também se contagiem e ajudem da maneira que possam”, ressaltou Jeferson Radar.

    A live do JR foi para mostrar a doação de mais de 1,2 mil máscaras – feitas com a doação de um empresário e com o trabalho de costureiras voluntárias. Durante a sua fala, o diretor Paulo Boçois comentou sobre as doações em dinheiro feitas por outros empresários. “Um, que não quer se identificar, doou R$ 50 mil. Já a empresa DC Corporate Assessoria Ltda nos mandou mais R$ 8 mil”, comemorou o diretor. 

    O dinheiro será usado para a aquisição de insumos, equipamentos e equipamentos de proteção individual. Coisas simples, como um jaleco que o colaborador usaria dentro do hospital. “E quando fosse embora, iria com o jaleco dele, que não foi usado no serviço. Dessa maneira, protejo também meus colaboradores”, explicou Boçois.

    Paulo também contou que existem outros equipamentos que eles estão necessitando e que, segundo ele, é importante ter em estoque, para que não ocorra de faltar em algum momento de urgência. “Precisamos de AMBU, tanto para os pacientes adultos quanto para as crianças, que é uma unidade manual de respiração artificial feita em silicone, máscara venturi adulto e pediátrica, monitor multiparâmetro, aspirador de secreção, oxímetro, estetoscópio, desfibrilador, máscara para inalação e óculos para proteção”, enumerou o diretor.

    Doações
    O custo total deve ser algo em torno de R$ 125 mil. Se algum empresário, ou qualquer pessoa, quiser contribuir com alguma quantia, deve entrar em contato pelo fone 9.9194-1674. 

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.