HSR pagará salários no 5º dia útil

Economia conseguida durante 27 meses proporcionou “gordura” equivalente ao pagamento dos funcionários; medida está garantida até dezembro quando termina a subvenção estadual

Publicado: 30/04/20 • 16h12
Atualizado em: 30/04/20 • 16h15

    “Os pagamentos referentes ao mês de abril dos funcionários do Hospital São Rafael de Rolândia serão pagos no 5º dia útil do mês de maio”, comemorou o diretor geral da instituição, Paulo Boçois de Oliveira. Essa data de pagamento será mantida até o mês de dezembro, quando termina a subvenção de R$ 225 mil, repassada pelo Governo Estadual aos hospitais sob intervenção municipal.

    “A partir deste mês de maio, nós voltaremos a pagar no 5º dia útil. Nós temos essa posição mantida até dezembro”, explicou o diretor. Os colaboradores e colaboradoras do São Rafael já chegaram a receber no dia 25, por conta de atrasos no repasse de recursos federais, entre eles o POA (Plano Operatório e Assistencial). Esse dinheiro é encaminhado à Sesa (Secretaria de estado da Saúde), que o repassa aos hospitais.

    O custo mensal com folha de pagamento do HSR é de 330 mil reais. O diretor conta que até chegar neste momento de certa estabilização, um trabalho de grande gestão administrativa foi feito durante um período de 27 meses. “Esse é um momento importante para nós, pois, com isso, vamos dar os primeiros passos para sair da intervenção”, afirmou Paulo.

    O recurso acumulado durante esses mais de dois anos possibilita que o pagamento seja feito, mesmo que o POA atrase e seja pago, por exemplo, no dia 25 do mês. Nesse caso, será usado para o pagamento do mês posterior.

    O diretor financeiro do HSR, Sérgio Cesar de Oliveira, explicou que, desde o início da troca de administração, os novos diretores têm tentado ao máximo enxugar os gastos para se ter uma sobra mensal e chegar nesse momento de hoje. “Este trabalho de corte de gastos foi feito em todos os setores do hospital”, garantiu Sérgio.
 
    Atualmente o hospital conta com 170 funcionários – no início desta nova administração, eram 140 colaboradores. Com isso, houve um amento de 20% no quadro de pessoas trabalhando dentro da instituição. “O aumento foi feito para melhorar a assistência aos pacientes. Isso significa que o nosso trabalho não se refere somente no aspecto de redução financeira, mas também na melhoria assistencial”, afirmou o diretor financeiro.

    A garantia do pagamento no 5º dia útil é até o mês de dezembro devido ao término da subvenção do Estado de R$ 225 mil. Um novo trabalho já foi iniciado para buscar novos recursos para a instituição, na intenção de substituir esse repasse que termina em janeiro de 2021. “Estamos conversando com o secretário de Estado, o Beto Preto, para que esse valor possa ser substituído por algo similar, mas dentro de uma nova dinâmica”, concluiu Paulo Boçois.

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.