Editorial - Edição: 776 - sexta-feira, 15-05-20

Sobre respiradores, monitores e ambulâncias

Publicado: 15/05/20 • 09h16
Atualizado em: 15/05/20 • 09h24

    Olá, leitor e leitora do JR

    Nesta semana, abordamos a questão da quantidade de respiradores que o Hospital São Rafael possui. Respirador é a preocupação de muita gente por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Conversamos com os diretores do São Rafael, Paulo Boçois e Sérgio César, que puderam esclarecer algumas coisas bem interessantes.

    A primeira delas é que o hospital está bem de respiradores. São três montados com monitores em leitos no pronto-socorro e mais um em um quarto de isolamento, também com monitor. Há um quinto respirador de reserva e um sexto que está em revisão e será entregue em breve. Os respiradores são muito importantes e essenciais nos hospitais, principalmente nos prontos-socorros. Independentemente da Covid, as pessoas precisam ser entubadas e estabilizadas em emergências. No final de semana passado, por exemplo, três pessoas foram entubadas por causa de acidentes.

    Mais importante ainda que os respiradores são os monitores que “contam” a situação dos pacientes e quem deve ser entubado. O São Rafael tem os deles já revisados e funcionando nos leitos com os respiradores e comprou mais cinco novos, fruto de uma doação de um empresário.

    Mas, mais importante ainda do que os monitores, são as ambulâncias que transferem os pacientes em estado grave para Londrina.

    Vamos parar aqui e lembrar que o São Rafael não é um hospital referência no tratamento do coronavírus – esse papel é do Hospital Universitário, de Londrina.

    Voltando ao fio da meada, ou melhor, ao fio das ambulâncias. Quantas ambulâncias avançadas temos em condições de transportar uma pessoa em situação de emergência, entubada? Sabemos da avançada do Samu – uma. Temos mais?

    O caso é que se tivermos um aumento de casos de Covid-19 e as pessoas precisarem serem entubadas e estabilizadas, o que faremos? O Hospital tem seis respiradores e 10 monitores. Mas e veículos equipados para levar esses pacientes até o HU de Londrina? Nós temos? Não é hora de pensarmos nisso?

    Nesta edição são seis matérias com Realidade Aumentada. Basta apontar o Zappar para as fotos com a marca e assistir aos vídeos.

Boa leitura e
bons vídeos.

Josiane Rodrigues
Editora

José Eduardo
Editor

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.