Saúde intervém na Casa Maanaim

Intervenção aconteceu na quinta-feira; parte dos idosos será levada para escola municipal

Publicado: 10/07/20 • 18h53
Atualizado em: 13/07/20 • 10h24

    A Casa de Repouso Maanaim, de Rolândia, sofreu uma intervenção municipal nesta quinta-feira (09) devido aos casos de Covid-19 na instituição. Até o momento, a Casa registra cinco óbitos por causa da doença. O prefeito Luiz Francisconi, durante uma live do JR nesta sexta (10), afirmou que as instituições de grande permanência são uma preocupação em todas as cidades.

    “Tivemos cinco óbitos na instituição, praticamente a metade do número de falecimentos do município. Por isso tivemos que fazer uma intervenção no local”, ressaltou o prefeito. Francisconi explicou as duas casas do Maanaim não se comuncam mais, estão isoladas – a Casa de Repouso tem duas casas, uma de cada lado na rua Europa.

    “Os idosos da casa do lado de baixo, que são mais debilitados, ficaram isolados e nessa casa estão só os colaboradores que trabalham exclusivamente naquele local. Sem contato com a casa de cima, que foi interditada, como orientou a Secretaria de Saúde”, afirmou o prefeito.

    O prefeito explicou que parte dos idosos que ficava na casa de cima, cerca de 15 que são assintomáticos, serão levados para a escola municipal Sebastião Feltrin, na Vila Oliveira, que já está sendo preparada para recebê-los. “Nesta sexta, o pessoal da Saúde vai na escola para fazer as adequações necessárias e iniciar a desinfecção, pois neste final de semana já começa a mudança da estrutura para lá”, salientou Francisconi.

    O prefeito também revelou que estão em contato com familiares dos idosos para que, as que puderem, os levem para casa, já que a grande maioria é de fora de Rolândia. “Os que não forem para casa, vão para a Sebastião Feltrin pelo tempo em que for necessário para a Saúde fazer a limpeza e desinfecção no Maanaim”, afirmou. Os idosos só voltarão à casa do Maanaim depois, em um período seguro, quando o local estiver desinfetado e os idosos positivos estiverem imunizados. O prefeito também contou que os idosos assintomáticos farão novamente testes rápidos e só voltam ao Maanaim depois do fim do ciclo do coronavírus.

    “Esse esforço todo é para evitar que o vírus contamine mais idosos, evitar internações e, consequentemente, mais mortes. Não queremos isso de jeito nenhum”, concluiu o prefeito.

    O JR entrou em contato com a Casa de Repouso Maanaim para falar sobre o assunto. A entidade enviou uma nota de esclarecimento que pode ser lida, na íntegra, abaixo.

NOTA ESCLARECIMENTO - INTERDIÇÃO:

Em resposta a solicitação de um parecer da Casa sobre as informações referente a Interdição Cautelar, vimos por meio deste informar a situação atual da Casa de Repouso Maanaim:
Esta medida se dá para a ala de cima (ala 2) que hoje conta com 31 pacientes, a ala de baixo (ala 1) foi isolada após primeiro caso confirmado. Desta forma, os funcionários que trabalham na ala 1 não têm contato com os funcionários da ala 2. Tal medida foi tomada por iniciativa da Instituição, para proteção de pacientes e funcionários.
Com relação à ala 2, a mesma dispõe atualmente de dois espaços para isolamento de casos positivados, além de mais um quarto para casos suspeitos, buscando também separar o espaço de convivência para os mesmos.
Contudo, mesmo com todos as medidas de prevenção e proteção, a disseminação do vírus em um Instituição de Longa Permanência de Idosos excede nosso controle, faz-se necessário assim, um isolamento mais eficaz e ampliado. O que resultou na Interdição Cautelar, no qual os idosos sem sintomas (assintomáticos) deveriam retornar ao ambiente familiar ou serem alocados em uma Escola Municipal (Sebastião Feltrin) após serem realizados testes de confirmação. Todos os cuidados continuarão a ser feitos por parte da Instituição, bem como, sua manutenção em todos os aspectos. Sendo que a remoção, transporte, imobiliário, funcionários, alimentação, entre outras, continuará sendo custeada e realizada pela Casa de Repouso Maanaim.
Uma vez que, as famílias que buscam internamento já o fazem por falta de recursos humanos, psicológicos e financeiros, as mesmas não possuem formas de receber seus idosos novamente. Principalmente nesse momento de pandemia, pois cada um deles apresenta suas particularidades, onde muitos estão buscando todas as formas para manutenção de suas famílias. Até o presente momento, todas as famílias contatadas relataram impossibilidades de receber seus familiares, ressaltando sua confiança no trabalho prestado há tantos anos pela Instituição, mesmo em meio ao quadro que se apresenta.
Por fim, continuaremos nosso trabalho de cuidar dos idosos com todo empenho, com esperanças de que esta dura fase irá passar. Cientes de que muitas Instituições passam pelos mesmo problemas ao redor do mundo. Mas que, de nenhuma forma, mesmo exaustos em meio a todo a situação que vivenciamos, iremos deixar de honrar nosso compromisso de zelar pela pessoa idosa.
CASA DE REPOUSO MAANAIM
10/07/2020

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.