Editorial - Edição: 792 - sexta-feira, 11-09-20

Sobre candidatos e trincheiras

Publicado: 11/09/20 • 09h39
Atualizado em: 30/09/20 • 01h55

    Olá, leitor e leitora do JR

    Vamos lá.
    Depois das convenções realizadas até esta quinta-feira (10), o município de Rolândia já tem três candidatos oficiais a prefeito: Ailton Maistro, Alex Santana e Milton Alves (nomes colocados em ordem alfabética). A tendência é que as próximas convenções confirmem, pelo menos, mais dois nomes: o do Delegado Lara e de Renato Sartori (novamente em ordem alfabética).

    Aparentemente, teremos uma campanha com cinco nomes. Mas pode ser de mais candidatos. O caso é que os nomes começam a aparecer e a se mostrar oficialmente para os mais de 47 mil eleitores rolandenses. Agora é aguardar para ver como será essa campanha. Esperamos que seja limpa e sem baixarias. Será que conseguimos fazer isso neste ano? Eu espero realmente que sim.

    Agora sobre a trincheira. O teste drive deu ruim e o caminhão-baú não passou pela trincheira. Fizemos uma live durante o teste e esse vídeo já alcançou a mais de 75 mil pessoas. Os comentários também passaram de mil.
Muitos deles avacalhando a cidade, quem fez, projetou, construiu a trincheira da linha férrea.

    A muitas pessoas que encontramos, que falaram do vexame de não passar caminhões grandes por aí, perguntamos qual o benefício de se passar um caminhão grande, do tipo baú, por ali, na região central da cidade. Ainda não escutamos nenhuma resposta satisfatória.

    Pelo contrário. Só ouvimos desvantagens: torna o trânsito muito perigoso - quem é de Rolândia sabe que na Ailton Rodrigues Alves sempre há um atropelamento de pedestres, ciclistas ou motociclistas. A durabilidade do asfalto é diminuída, e muito, por causa do tráfego de caminhões pesados. 

    A avenida Ailton Rodrigues Alves é arrumada com dinheiro municipal, mas é “estragada” pelos caminhões de todo o estado que passam por ali. A conta é nossa.

    Se houver a restrição a caminhões grandes na cidade, o que está sendo estudado pelo Executivo, os contornos Sul e Norte passarão a ser mais usados para quem vai ou vem do estado de São Paulo. Talvez uma adequação nesses contornos, para interligá-los, fosse a melhor solução.

Boa leitura e bons vídeos.

Josiane Rodrigues
Editora

José Eduardo 
Editor

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.