Maistro pede rapidez no Bolsa Rolândia

Solicitação foi feita aos vereadores e vereadoras durante reunião na manhã desta segunda

Publicado: 04/01/21 • 12h44

    O prefeito de Rolândia, Ailton Maistro (PSL), reafirmou o compromisso de governar em parceria com a Câmara Municipal e pediu celeridade na aprovação do projeto Bolsa Rolândia. A solicitação foi feita durante uma reunião com o Legislativo, realizada no gabinete do prefeito na manhã desta segunda-feira (04). Apenas o vereador Guilherme Spanguemberg (PTB) não esteve presente no gabinete do prefeito, mas ligou para Ailton Maistro no domingo avisando que estaria viajando.

    Maistro também falou de outros assuntos com os vereadores e vereadoras. Na Saúde, os focos foram o hospital São Rafael e sua intervenção e os contratos da prefeitura com a entidade, o Samu e Cismepar. Acima de tudo, o novo prefeito fez questão de lembrar que a “eleição terminou no dia 15 de novembro”.

    “Vamos precisar de todos os vereadores e vereadoras para governar e resolver os problemas de Rolândia. Isso em várias áreas”, ressaltou Maistro. O prefeito ressaltou a importância de se ter um controle de frota para se diminuírem os gastos com os veículos da prefeitura.

    Maistro também tocou no assunto de problemas em máquinas que estão na Infraestrutura e pertencem ao Meio Ambiente. A vereadora Cristina Pieretti (PP) lembrou que o Ambiente não tem motorista capacitado para operar as máquinas e que essa situação precisaria ser adequada.

    Bolsa Rolândia
    Sobre o Bolsa Rolândia, a expectativa é que o projeto seja aprovado e as 1632 famílias recebam o benefício ainda no mês de janeiro. Para que isso ocorra, é necessário que a Câmara aprove o projeto o quanto antes: são necessárias duas sessões extraordinárias – já que o Legislativo está de recesso, além da análise do projeto pela Comissão da Casa de Leis.

    Depois disso e aprovado em duas sessões, o projeto segue para a sanção do prefeito Ailton Maistro. Serão beneficiadas 1632 famílias (que estavam inscritas no Bolsa Família de Rolândia até 30 de novembro de 2020) com um recurso no valor de R$ 300, que será pago por três meses. A prefeitura está em contato com o Bradesco para o fornecimento de um cartão com a bandeira Alelo. Dessa maneira, a família poderia utilizar o dinheiro para compras em estabelecimentos que aceitem essa bandeira. Não haverá possibilidade de sacar o dinheiro em caixas eletrônicos.

Foto(s) desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.