Maistro pede rapidez no Bolsa Rolândia

Solicitação foi feita aos vereadores e vereadoras durante reunião na segunda (04); projeto foi entregue ao Legislativo na quinta (07)

Publicado: 11/01/21 • 11h06

    O prefeito de Rolândia, Ailton Maistro (PSL), reafirmou o compromisso de governar em parceria com a Câmara Municipal e pediu celeridade na aprovação do projeto Bolsa Rolândia. A solicitação foi feita durante uma reunião com o Legislativo, realizada no gabinete do prefeito na manhã da segunda-feira (04). Apenas o vereador Guilherme Spanguemberg (PTB) não esteve presente no gabinete do prefeito, mas já havia avisado ao chefe do Executivo que estaria viajando. 

    Mostrando que não estava brincando, o prefeito foi até a Câmara pessoalmente entregar o projeto do Bolsa Rolândia na tarde da quinta-feira (07). Acompanhado do vice-prefeito Márcio Vinicius, do secretário de Assistência Social, Diego Silva, e do procurador jurídico do município, Wilson Sócio Junior, Ailton Maistro protocolou o projeto de lei que institui o auxílio emergencial Bolsa Rolândia.

    Agora, o projeto vai para análise das Comissões e pode ir para votações em sessões extraordinárias, já que a Câmara está em recesso parlamentar. Serão necessárias duas sessões para a aprovação – se aprovado, o projeto volta para a sanção de Maistro. 

    Bolsa Rolândia
    Sobre o Bolsa Rolândia, a expectativa é que o projeto seja aprovado e as 1632 famílias recebam o benefício ainda no mês de janeiro. Essa é a quantidade de famílias que estavam inscritas no Bolsa Família de Rolândia até 30 de novembro de 2020. O benefício será no valor de R$ 300 e será pago durante três meses. 

    A prefeitura está em contato com o Bradesco para o fornecimento de um cartão com a bandeira Alelo. Dessa maneira, a família poderia utilizar o dinheiro para compras em estabelecimentos que aceitem essa bandeira. Não haverá possibilidade de sacar o dinheiro em caixas eletrônicos.

Foto(s) desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.