Aprovada em 1ª sessão, Bolsa Rolândia tem votação definitiva hoje

Programa municipal, que beneficia 1,6 mil famílias com R$ 300 por três meses, vai a votação em sessão da Câmara às 16h

Publicado: 27/01/21 • 12h19

    O programa Bolsa Rolândia, do Executivo Municipal, foi aprovado em primeira votação pela Câmara de Vereadores em sessão extraordinária na terça-feira (26). Nesta quarta, também às 16 horas, o projeto vai para sua votação definitiva na Câmara e, se aprovado, vai para a sanção do prfeito Ailton Maistro (PSL). Na primeira sessão, a aprovação foi por unanimidade, ou seja, os 10 vereadores votaram a favor do benefício municipal.

    O Bolsa Rolândia prevê o pagamento de R$ 300,00 para as 1636 famílias cadastradas no Bolsa Família (até a data de 30 de novembro de 2020). O benefício, se aprovado, será pago durante três meses e foi um compromisso de campanha do prefeito de Rolândia. Uma vez aprovado, o Bolsa deve ser pago em fevereiro, março e abril.

    Bolsa Rolândia
    O Bolsa Rolândia beneficia 1636 famílias que estavam no cadastro do Bolsa Família no dia 30 de novembro do ano passado. Um dos questionamentos dos vereadores foi saber por que não foi usado o Cadastro Único para conceder o benefício. “Nem todas as famílias que estão no CadÚnico estão em situação de vulnerabilidade social. Para se estar no Cadastro Único pode se ganhar até três salários mínimos”, explicou Diego da Silva, secretário de Assistência Social.

    O Bolsa Rolândia pagará o valor de R$ 300 a cada uma das 1636 famílias beneficiadas e injetará R$ 490.800,00 por mês na economia de Rolândia durante três meses. No total, serão 1.472.400,00 de benefícios. O valor será concedido através de um cartão que sairá em nome da pessoa, que poderá gastá-lo nos estabelecimentos comerciais – o dinheiro não poderá ser sacado. A prefeitura está em contato com três instituições financeiras e deve decidir por uma delas assim que o projeto foi aprovado.

Foto(s) desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.