Kombi do Ceel está parada

O veículo está quebrado desde o dia 15 de janeiro e todas as demandas do projeto estão sendo supridas com veículos dos próprios voluntários

Publicado: 17/02/21 • 18h52

    No ano passado, o Projeto Abrigo Ceel (Cultura, Educação, Esporte e Lazer), mantido pela Igreja Cristianismo Decidido, da Vila Oliveira, de Rolândia, comprou a sua tão sonhada Kombi para auxiliar nas demandas do projeto. A maior parte do dinheiro foi obtida por uma campanha de arrecadação de recursos online. Com o dinheiro arrecadado, o projeto conseguiu comprar um veículo ano 2001/02, mas com muitos problemas. Prova disso é que a Kombi está parada à espera de um conserto desde o dia 15 de janeiro.

    Segundo o Pastor Samir, coordenador do projeto, o custo para ajustar tudo que é necessário na Kombi é de R$2.332,00, sem contar a parte de mão de obra que gira em torno de R$850,00. “Tem muita coisa que precisa ser feita no veículo, e desde então, estamos impossibilitados de utilizá-lo”, lamentou Samir. Mesmo sem o veículo neste momento, o pastor explicou que todas as demandas externas do projeto estão sendo supridas neste momento por veículos particulares dos próprios voluntários, e que nenhum serviço assistencial está deixando de ser feito. 

    “Não estamos deixando de buscar as doações que recebemos, estamos levando os acolhidos para o médico, para atendimentos no CAPS e qualquer demanda externa que temos. Estamos nos ajudando e tentando fazer um malabarismo para ajustar tudo. Mas é bem complicado para nós não termos a Kombi neste momento, para a realidade que temos hoje no projeto ela é essencial”, ressaltou o coordenador. 

    Como ajudar? Interessados em colaborar com a questão doando recursos financeiros podem fazer a sua doação através de depósito bancário. Os dados para depósito são: Banco do Brasil / Agência 0349-2 / Conta Corrente 63824-2 o nome da conta aparece como: Projeto de Inclusão Social Ceel com CNPJ: 05937833/0001-05. Para quem prefere fazer a doação pelo PIX basta inserir os dados do CNPJ. “Também aceitamos a doação de pessoas que mexam com este serviço e que queiram oferecer a sua mão de obra”, pediu Samir. 

    A Casa Abrigo - A casa de acolhimento é voltada para pessoas em situação de rua. O projeto tem duas casas, uma masculina e outra feminina. Na abordagem, oferece pouso e, no dia seguinte, conversam com a pessoa, para saber se ela tem interesse em ser inserida no projeto Ceel. O projeto tem parceria com a Assistência Social. 

Foto(s) desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.