Covid: Saúde pede que rolandenses fiquem em casa

Secretária de Saúde faz apelo para a população na campanha “Rolândia em Casa” e pede que as pessoas evitem aglomerações nos próximos 14 dias

Publicado: 22/02/21 • 14h06

    A Secretaria Municipal de Saúde de Rolândia divulgou um vídeo em que faz um alerta sobre o aumento de casos de Covid-19 e faz um apelo para que as pessoas sigam os protocolos de segurança e de higienização contra a doença. O vídeo, que tem a secretária Paloma Pissinati, foi divulgado na manhã desta segunda-feira (22) nas redes sociais e no site da prefeitura de Rolândia.

    “Este é um dos momentos mais críticos que estamos enfrentando desde o início da pandemia da Covid. Todos têm acompanhado que Rolândia tem tido um aumento expressivo no número de casos e de mortes”, alertou a secretária. Paloma se referia aos 3022 casos confirmados e aos 91 óbitos, divulgados pelo Boletim Covid-19 de sexta-feira (19).

    Taxa de óbito elevada
    A secretária afirmou que o número de mortes em Rolândia é considerada alta para um município do porte de Rolândia. “Nas últimas semanas, o atendimento no Centro de Referência Covid-19 (Posto Central) aumentou de forma expressiva. Reforçamos a equipe médica nos dias e horários de maior pico”, revelou Paloma. “Estamos contratando mais técnicos de enfermagens, reforçando a equipe de enfermeiros, auxiliares administrativos nos guichês. Toda a equipe de trabalho do Centro Covid foi reforçada”, ressaltou.

    Paloma também citou a superlotação máxima do Hospital São Rafael e os pacientes que estão aguardando transferência para o HU, que também está superlotado. A secretária reafirma a importância da população reforçarem as medidas de segurança e de distanciamento social, sem se esquecer de usar a máscara, corretamente, lavar as mãos (ou álcool em gel), e evitar aglomerações.
Rolândia em casa

    A secretária reforçou a criticidade do momento e falou do movimento “Rolândia em casa”, uma campanha que está acontecendo em vários municípios da região. “Se você puder, nos próximos 14 dias, permaneça em casa, evite aglomerações, não receba visita. Saia somente se necessário”, alertou.

    A secretaria está ciente que as pessoas precisam trabalhar e têm sua rotina. “Mas festas e aglomerações devem ser evitadas nos próximos 14 dias. Nós precisamos combater essa transmissão que está tão alarmante em nossa região. Fique em casa e evite aglomerações”, reforçou Paloma.

    Sem leitos
    Paloma lembrou que a região está chegando a um pico da doença e sem leitos. “Hoje não temos mais leito em nossa região. Então realmente precisamos da conscientização da população de Rolândia. Sozinhos não vamos conseguir bloquear essa transmissão. Faça a sua parte neste movimento. Se puder, fique em casa. Rolândia em Casa nos próximos 14 dias”, concluiu a secretária.

Foto(s) desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.