Jornada Literária - por Ana Paula Silva

Livros que precisam ser lidos antes de morrermos

Publicado: 04/03/21 • 10h08

    Olá, leitores e leitoras! Seguimos rumo aos livros que todos precisam ler antes de morrer. Nesta e nas próximas semanas, vou trazer algumas sinopses de livros que, na minha opinião, precisam ser lidos antes de morrer. Os dois livros de hoje são de extrema importância, tanto no assunto que tratam quanto a forma como abordam esses assuntos, em uma linguagem sucinta e clara, podendo ser lida até mesmo por crianças, os livros “O menino do dedo verde” (Maurice Druon) e “O meu pé de laranja lima” (José Mauro de Vasconcelos) são, sem dúvida, o melhor ponto de partida.

    O menino do Dedo Verde: Essa história se passa na cidade de Mirapólvora, Tistu, o menino do dedo verde, mora junto com os seus pais, donos de uma fábrica de canhões, em uma grande propriedade. No decorrer da narrativa, nos encantamos com o menino, pois ele demonstra-se bondoso, atencioso, afetuoso e, sem dúvida, muito justo. Ao decepcionar seus pais, por não ter aptidões intelectuais como o esperado, Tistu começa a conviver com Bigode, o jardineiro, e entre as lições de cultivo, descobre os poderes mágicos de seu dedo, após esse momento passa a realizar proezas por toda a cidade, desde a prisão até a fábrica que pertence a seu pai. Esses pequenos detalhes, elucidados aqui, são fundamentais para a história e imprescindíveis para compreender o seu final. Durante a leitura nos deparamos com simbolismos e situações reflexivas que nos auxiliam a enxergar o mundo de uma maneira diferente, perceber novas alternativas e nunca deixar de ter esperança.

    O meu pé de Laranja Lima: Esse livro nos conta a história de Zezé, um garoto de cinco anos que mora em Bangu, periferia do Rio de Janeiro. Além de muito esperto, também é muito malandro, vivia inventando histórias junto com seus irmãos. Após o desemprego de seu pai, a família se vê obrigada a mudar para uma casa com o quintal bem menor, Zezé fica triste, mas quando chega a nova casa depara-se com um pequeno pé de Laranja Lima que ele logo “adota” e apelida de “Minguinho” ou “Xururuca”. Durante a história, Zezé passa por diversos desafios, encontra vários amigos, leva surras, briga com meio mundo, fica doente, mas nunca deixa de retornar e chorar aos pés de seu pé de laranja lima. Uma história magnífica que fala sobre crescimento, bondade e amor.

    É isso, pessoal! Para descobrirem o quanto esses livros são maravilhosos vocês precisarão realizar a leitura! Fica a dica.

    Boas Leituras!!

Ana Paula Silva é formada em Pedagogia e Letras


Foto(s) desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.