Câmara: requerimento quer investigação sobre vídeo com denúncia de corrupção

Documento foi protocolado no Legislativo na quinta-feira pelo vereador Guilherme Spanguemberg

Publicado: 16/03/21 • 09h31

    O vereador Guilherme Spanguemberg (PTB) protocolou, na quinta-feira (11), um requerimento que solicita a investigação referente a alguns vídeos com denúncias de compra de votos para a eleição da Mesa Diretora da Câmara de Rolândia. O documento foi direcionado ao presidente da Câmara de Vereadores, o parlamentar Reginaldo Silva (PSD). 

    O anúncio do requerimento havia sido feito durante a 1ª Sessão Ordinária de 2021, realizada ainda no mês de fevereiro, poucos dias depois do ocorrido. O requerimento traz em seu conteúdo um trecho contendo a seguinte solicitação: “Com o objetivo de apurar possíveis irregularidades acometidas no processo de votação e escolha do cargo de presidência da mesa desta respeitável Câmara Municipal”.

    Em outro trecho do documento, o parlamentar ainda pontua que a situação gerou “acusações graves contra alguns parlamentares e políticos atuantes no Município, atribuindo ainda, tristemente, um caráter volúvel aos trabalhos conduzidos por essa casa”. Nesse sentido, Guilherme alegou não ter outra medida plausível que não fosse pedir uma investigação relacionada às graves acusações feitas aos vereadores do município.

    Spanguemberg ainda trouxe no requerimento uma menção ao tema que foi abordado no vídeo, “as incertezas tomaram proporção maiores ao passo em que a alteração de chapa e voto de alguns vereadores de fato ocorreram às pressas faltando pouco tempo para a votação”.

    Relembrando 
    O vereador Reginaldo Silva fazia parte da chapa de Guilherme Spanguemberg, protocolada no dia 17 de novembro, dois dias depois das eleições municipais. A chapa “Unidos por Rolândia” foi protocolado e tinha Guilherme como candidato a presidente, André Francisco Mariano (PSL) como 1º vice-presidente, Reginaldo Silva (PSD) como 2º vice-presidente, Isaac Altino (PTB) como 1º secretário e Vilmar da Silva (PSB) como 2º secretário. Na ocasião, Reginaldo e André desistiram dessa chapa e criaram uma própria. A eleição da nova chapa foi realizada no dia 1º de janeiro.

    

Foto(s) desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.