Novo presidente da CBAt é nascido em Rolândia

Wlamir Motta Campos nasceu em 1969 no Hospital São Paulo; outro paranaense, o velocista Edson Luciano, de Bandeirantes, é o vice

Publicado: 14/04/21 • 09h46

    Nascido em Rolândia, Wlamir Motta Campos, 51 anos, que já foi pentacampeão brasileiro e bicampeão sul-americano de arremesso do peso, é o novo presidente Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). A chapa dele chamada “Foco no Atleta” foi a ganhadora da votação realizada no dia 30 de março, que ocorreu de modo virtual durante uma Assembleia Geral Ordinária.  Wlamir já foi empossado para o mandato 2021/2024 e, assim, derrubou a hegemonia de 35 anos de eleições com apenas um candidato, sempre da situação nos pleitos da CBAT. SZeu vice é Edson Luciano Ribeiro, velocista que nasceu em Bandeirantes e tem duas medalhas olímpicas no currículo.

    O novo presidente da CBAt nasceu no dia 13 de agosto de 1969, em Rolândia, no antigo hospital São Paulo, e morou por muito tempo em Londrina. Hoje ele mora na capital do estado, em Curitiba, e trabalha em Brasília. “Eu comecei no atletismo no Colégio Marista em Londrina, em 1983. Depois de alguns anos eu fui para a seleção brasileira e já fui pentacampeão brasileiro, e bicampeão sul-americano de arremesso do peso”, relembrou em entrevista ao JR. 

    Sobre Rolândia, Wlamir afirmou que tem muitos amigos e conhecidos na cidade. “Conheço o Ivar Tucano, e tenho amigas queridas com as irmãs Elaine e Eliane Real, com quem estive junto em vária seleções paranaenses e em várias seleções brasileiras”, ressaltou o presidente da CBAt. “Na verdade, eu apenas nasci em Rolândia porque o obstetra de minha mãe era dono do hospital São Paulo em Rolândia.

    Após uma lesão, Wlamir parou com a prática do atletismo e fez dois cursos superiores, um em Direto e outro em Comércio Exterior. Consultor Legislativo em Brasília por 28 anos, Wlamir é Mestre em Gestão e Políticas Públicas nas áreas de Segurança Pública e Defesa Nacional, e é especialista em Processo Legislativo, Direito Legislativo e Orç. Público.

    O ex-atleta também é ex-servidor da Câmara dos Deputados com lotações na Comissão de Defesa Nacional, Comissão de Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Minorias e Lideranças Partidárias. Foi consultor Legislativo da Federação Nacional dos Policiais Federais por 10 anos, e é Consultor Legislativo da Associação Nacional dos Servidores da Receita Previdenciária há 17 anos, entre outras atividades na ADAB e na Federação Paulista. 

    “Mesmo desempenhando outras funções sempre estive muito ligado ao atletismo e continuei acompanhando muitas coisas sobre este universo. Em 2019, eu fui eleito vice-presidente da Confederação Brasileira de Atletismo, para um mandato tampão porque o presidente na época renunciou, e foi aberta uma vaga para o cargo de vice. Disputei e fui eleito por aclamação e agora tive o prazer de ser eleito o presidente da CBAt”, revelou.

Foto(s) desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.